Deus, seu sorriso é uma janela para minha alegria. A noção exata de te sentir me faz tão feliz. Foi tão rápido que descobri o brilho de um astro, aquele que iria fazer de minha história um recomeço de amor. Houvram pedaços que se soltaram, e ficaram lá atrás, mas eu não esqueci. De certo modo estão colados na minha memória. Todos tiveram suas cores, alguns cinzas, craquelados, alegres, e outros coloridos demais.Em cada um deles eu vivi de coração. Eu ouvi o AMOR me chamar, ELE brincava comigo quando minha tristeza precisava de risos. Eu senti sua voz me ninar, quando eu chorava de frio e de fome. Adormeci muitas noites, imaginando um copo de leite, nem precisava ser quentinho e cheio, bastava matar minha fome. Muitas vezes não fazemos nada, e não há nada que se possa fazer com isso. Mas a minha direção era sempre iluminada pelo Sol. Por quê? Eu me fiz muito essa pergunta. Mas tratava de me fortalecer me dando a resposta positiva, que um dia tudo iria ser bem azul, e no fundo um arco-íris mandado pelo Céu, iria indicar a direção que eu precisava seguir. “Não chore Fernandinha, a gente um dia vai ter um pai e uma mãe, irmãos, um lar e você até vai poder comer empada no domingo”. Eu me dizia isso sempre que pensava não haver mais maneira de me dar força, por me sentia fraca de fome. Eu olho para trás e sinto um orgulho tão grande de mim, é sério! Eu sinto. Quando recordo aquele tempo, meus olhos mergulham num mar de emoções. Como fui corajosa diante das noites em bancos de praças. Mas eu não sabia o que era perigo até eu ficar grandinha. No entanto tudo já vem bem detalhado, e com um cuidado excessivo do Criador. Nenhuma criança fica desamparada a seus olhos. Ontem eu vi do ônibus, um menino de rua caído com um saco de cola nas mãos, aquilo me doeu inteira. Pedi que o Senhor colocasse alguém em seu caminho ali, para ajudá-lo a sair daquilo. Precisamos conscientizar nossas crianças, de que as drogas são bichos papão desde cedinho, para que elas não tenham a curiosidade de experimentar. Orientar estas crianças de que não devem aceitar balas ou qualquer outro presente de estranhos, porque existem muitas pessoas mal intencionadas por aí. É incrível como a confiança perdeu o sentido no mundo. E o mal tomou conta de corações por opção de quem os carrega. Comecei falando de amor e me estendi para outro rumo, que não deixa de ter amor no meio. Mas eu sinceramente espero que o hoje, seja mais correto em relação àqueles que moram nas ruas por falta de opção. Eu espero que cada olhar que se depare com um sem-teto, esteja de alguma forma próximo de fazer a sua parte. É perigoso se aproximar de alguém assim? Na maioria das vezes sim, mas há muitas formas de ajudar. Tive sempre em mente o que queria. Aprendi a ler sozinha juntando palavras, me fascinava quando via alguém lendo próximo a mim, era sempre uma nova descoberta. Agradeço pelo que tenho hoje, ao Senhor do alto que nunca me deixou sozinha, por meus pais que mesmo eu sendo uma menina-grande não hesitaram em me adotar aos 14 anos de idade. ♥

★☾ ✿Gente - Miúda✿

★☾ ✿Gente - Miúda✿
Era uma vez, uma garotinha que se chamava... Bora ler!

domingo, 13 de maio de 2018

Como eram os dias

♥♫(Artesã de sentimentos)
 Autoria M. Fernanda♥♫


Pego uma flor entre as mãos, o céu parece estar ali. Sinto o pulsar do amor, no centro dela. Testemunhando as lágrimas caírem, e num toque suave vejo que cada metade sempre está depois da linha delicada do coração. Ali existe algo muito maior entre a alma e o inexplicável. Quando te encontrei, apreendi que eu apenas era metade, só fiquei completa após você Mãe.
Sabe? Meu amor parece um carrossel, ele gira em todas as direções. Sou alegria enfim. Sei que hoje pertenço a alguém de verdade, e este alguém sofre se não estou por perto e me guarda em suas orações se seus olhos me ocultam.
Há um filme passando na minha cabeça, nele vejo uma criança sentada numa sarjeta. 
__________________



Fernandinha não ia à escola no dia das mães, porque não havia mãe para levá-la até lá. Ela ia até a frente da escola, e sentava lá longe. Só para ver suas amiguinhas chegarem escoltadas por um anjo.
Lá no meio-fio ela chorava e enxugava o rosto com as costas da mão, agradecia porque era minoria naquela calçada. Pelo menos ali, não havia nenhuma outra criança igual a ela, todas tinham aquele cuidado especial. A entrada da escola naquele dia era sempre muito bonita, enfeitada com balões e corações. O dia irradiava um esplendor singular, era o brilho de ser mãe que reinava. E a menina era a guardiã da saída.
Mãe...
Como eram mágicos aqueles momentos, e as três letras? Não havia definição a não ser amor. Ali não havia uma carruagem, nem rosas espalhadas nas ruas, mas ela sonhava acordada, que a qualquer momento sua mãe tocaria em seu ombro, agacharia naquela sarjeta e diria: filha, vim para a festa! Seus pensamentos traziam uma alegria inteira por dentro dela. Então ficava exatamente ali, até a hora de tudo terminar. E o “quem sabe?” se desfazia diante de seus olhos, todas aquelas datas. E naquele filme onde a protagonista era uma criança numa emoção tão profunda, sem magoas ou rancor, ia rumo a seu cantinho. Ali poderia presenciar o espetáculo de Deus no mar e na paisagem ao redor.
Mas havia sempre uma pergunta, que deixava para seu amigo maior. Com os olhos marejados perguntava: Por que eu? Há um motivo. Respondia-se.
Havia uma luta feroz por dentro daquela criança e por maior que fosse sua força para acreditar que um dia tudo passaria, naquele momento ela precisaria vencer aquele combate que se formava por dentro de seu coraçãozinho. Precisava colocar cor naquele cinza, e deixar ali, um brilho que ofuscasse a tristeza.
A mente viajou e doeu...
Euzinha - É Fernanda, é ora de esquecer mais essa. Acorda! Não sofra mais.
As lágrimas moldam um sentimento e um mar de rosas não caberia ali e nem ela saberia viver num. O livro da vida continua sendo escrito graças a Deus. Senhor me ajude a ser forte a cada dia, por favor! Creio no amor e é por ele que peço: proteja minha mãe onde quer que esteja. Proteja a mãe Cris e todas as mães deste mundo.
Pertencer quer dizer tantas coisas. Não posso apenas perguntar, aonde pertenço? Pertenço ao amor, à bondade, à coragem e à vitória. No livro da vida quero escrever coisas lindas, com Tua mão direcionando o caminho. Se não conseguirmos semear bondade e delicadeza no mundo, seria como viver por viver. Isso não pode acontecer, as pessoas vieram para amar, amar o próximo disse o mestre. A dica é essa, vamos seguir.
Vamos SOL, caminhar com mais brilho. Que a chuva molhe a terra e frutifique a semente de amor entre mães e suas proles. Que este amor seja grandioso e nunca se extinga. Filhos, vamos amar vossas mães, com amor, ternura e respeito. Que este amor chegue sempre abaixo de Deus tão iluminado. Pois os filhos são brilhos de uma grande estrela, doados pelo Criador. Nas asas desse amor perpetre seu ninho, ele será sempre o mais seguro.
E se alguma vez sentir dúvidas e quiser saber aonde pertence? Pense no anjo, que lhe permitiu o Senhor ter ao seu lado. Ele veio para ser o seu mais zeloso anjo-da-guarda na terra. Vá até sua mãe agora e lhe diga, o quanto ela é importante e o quanto você a ama. Mesmo que você não tenha o “tal jeito”. Depois que disser isso uma vez, nunca mais sentirá receio de dizer muitas outras.
Não deixe o tempo passar, muitas vezes o tempo é um menino apressado,
 e pode brincar sério com o sentimento que você guardou aí dentro, com receio de deixar florir.


 Autoria  texto e imagem:
M. Fernanda♥♫

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Milagre e Prece -Última parte




A noite chega e ela na beira da praia fecha os olhos para ouvir o som das ondas, e faz sua prece:
- Senhor do alto, amigão do coração e de toda vida.
- Meu sentir se lança diante de ti com tanta alegria. Obrigada por todo amor que nos dedicastes e dedicas. Peço que cuide sempre daqueles que sentem medo, por favor, porque são prisioneiros de suas dores e escolhas.
- O tempo une e separa, faz presente e ausenta de nossos olhos seres que amamos, admiramos, nos ensinam. Mas sei que esta é a continuação do evangelho, do teu amor, e do teu misericordioso coração. Precisamos uns dos outros para isso, para unir todas as formas de amor e sintonias no grande propósito do Bem maior.
- Não entendo muitas coisas, mas quando estamos tendo essa conversa de coração para coração, eu sei que tua morada habita em mim, em meu semelhante, em todos sem distinção.
- Aquelas mãos que eu presenciei por instantes, são elas que quero beijar com toda minha certeza e amor, e lhe dizer que estou com meu coração ajoelhado diante de sua bondade e agradecida por tudo.
- Proteja minhas pessoas onde quer que estejam, e que nos ajude sempre para que possamos esclarecer todas as dúvidas, diante dos atos de amor por nós, pois eu li no livro sagrado que nada, nem um fio de nosso cabelo cai sem que tu consintas. Esclarece meu coraçãozinho por favor, que seja feita a tua vontade e não a minha. Que a paz caia sobre o planeta jorrando sementes de uma paz que só teu amor de Pai concede ...


Amém!




♥♫(Felicidade é saber que fui embora apenas do que me machucou
 e fiz morada no amor para sempre.)
 Autoria M. Fernanda♥♫
Imagem: Minha