★☾ ✿Gente - Miúda✿

★☾ ✿Gente - Miúda✿
Era uma vez, uma garotinha que se chamava... Bora ler!

domingo, 30 de outubro de 2011

Cautela

(Autoria: Fernanda)





Meticulosa a menina seguiu na selva de pedra.
Rosto sujo de graxa,
Era prudência diante das noites nas calçadas.
Taciturna deixava sua mudez acarinhar a garganta.
Porque o véu que cobria o mundo,
Se desvendava para ela através de um anjo.
Ela - Anjo, você não dorme?
Anjo - Não menina, os anjos só cuidam e reverenciam a Deus.
Ela - Estou com fome, você não sente fome anjo?
Anjo - Sim, de oração menina.
Ela - Queria sentir fome de oração também anjo, mas as minhas palavras saem fracas, como quem apenas dança, sem o ponto certo do equilíbrio.
Anjo - Não menina, suas palavras são orações, e sua fome nelas é olhada bem do alto.
Ela - Então vou dormir, minha fome passou. Boa noite anjo.
Anjo - Boa noite menina.

4 comentários:

  1. Uma história rão pequenina mas tão bonita.
    És a doçura feita palavra...
    Beijos, querida amiga Fernanda.

    ResponderExcluir
  2. 2 anjos conversando, um de asas o outro aprendendo a te-las, só poderia dar nessa ternura.

    Um beijo Fernanda querida!

    ResponderExcluir
  3. Fernanda

    Sabe quando num espasmo repentino a garganta aperta e as lágrimas rolam?
    Sua história faz assim com a gente!

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  4. ai Fe querida
    tão pequena
    e sentia fome, sozinha
    na companhia de seu
    anjo.
    bjs

    ResponderExcluir

Eu sei que ainda estou crescendo e acrescentando o amor em cada degrau.